Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Agência Estado
Por Agência Estado

XP estende home office até o fim do ano

Por Agência Estado

Em reunião realizada na quarta-feira, 13, com os funcionários, via internet, a XP Investimentos anunciou que o home office será estendido, pelo menos, até o fim deste ano - acompanhando um movimento de multinacionais como Google, Facebook e Twitter.

Para alguns, o trabalho remoto poderá ser até permanente.

"Mas será facultativo.

O funcionário poderá escolher se trabalha de casa ou se vai para o escritório (após o fim da quarentena)", diz o sócio e responsável pela área de Gente & Gestão da XP, Guilherme Sant'Anna. Segundo ele, pelas sondagens feitas até agora há uma tendência dos funcionários quererem continuar com o home office.

Numa pesquisa feita pelo banco em abril, 95% dos funcionários gostariam de manter, pelo menos, um dia por semana de home office e quase 60%, entre três e quatro dias.

"Vemos que os funcionários estão mais confortáveis não tendo de gastar horas no trânsito ou tendo de se locomover entre salas para participar de reuniões.

Agora, pela tela do computador, ele pode se desconectar de uma reunião e entrar em outra imediatamente." Sant'Anna diz que o trabalho em casa nessa quarentena tem sido muito eficiente e produtivo.

Segundo ele, a melhora é notável nos indicadores de satisfação dos clientes e dos funcionários.

O executivo afirma que, assim que começou o isolamento social, a empresa deu toda a infraestrutura para os funcionários conseguirem trabalhar de casa. Na lista de ferramentas, estão mesas, cadeiras, computadores e um vale reembolso para os colaboradores comprarem o que fosse necessário para o dia a dia de trabalho em casa, como nobreak (fonte de energia ininterrupta), headset (fones de ouvido) e telas para computadores.

Ele destaca, entretanto, que é importante manter a interação entre os funcionários.

Por isso, a XP tem promovido happy hour virtual entre os funcionários.

Alguns integrantes ganham até um voucher para fazer pedidos durante o encontro. Layout Nesse cenário de avanço do trabalho remoto, a empresa estuda transformar os escritórios atuais em escritórios-conceito, que servirão de apoio para demandas específicas de treinamento, dinâmicas presenciais, recepção de clientes e parceiros.

Para Guilherme Benchimol, fundador e presidente da XP, a premissa para a companhia levar essa ideia adiante é garantir maior qualidade de vida aos colaboradores e contínuos benefícios para os clientes e a sociedade em geral.

"Temos mais uma chance de provar que somos capazes de continuar nos reinventando e seguir transformando o mercado para melhorar a vida das pessoas." As informações são do jornal O Estado de S.

Paulo.

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi