Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Luana

Treinamento físico pode ser feito em casa com ajuda de um profissional

O professor Emerson Moreira recomenda que sejam feitos exercícios com as mesmas características que a musculação, como flexões por exemplo

Por Luana

Foto: Arquivo pessoal/Emerson Moreira

Da Redação

A pandemia de covid-19 alterou a rotina das pessoas, que pararam de realizar algumas atividades, ou diminuíram a frequência, como exercícios físicos e treinamentos.

Segundo o personal trainer e professor efetivo da academia Inove Fit&Fisio, Emerson Moreira, em entrevista ao JI, quando são realizados exercícios físicos, há a hipertrofia, ou seja, o “ganho de massa muscular”, com a melhora dos músculos em relação ao tamanho e às funções. “Nos tornamos esteticamente diferentes e funcionalmente melhores. Temos mais força, melhor postura, mais capacidade para as atividades do dia a dia. É o que podemos chamar de adaptações ‘fisiológicas e estruturais’.

O profissional explica que, com a pandemia, muitas pessoas se tornaram inativas, outras modificaram o tipo de treinamento que realizavam dentro das academias, as dietas mudaram, o estresse aumentou, e esses fatores interferem e modificam a quantidade de massa magra das pessoas.

“Podemos entender assim: treinar é de fato uma agressão ao organismo, e este tem a capacidade de melhorar para suportar tal agressão. Quanto maior ou mais diversificada a agressão, mais adaptado se torna o organismo. Embora tenhamos essa capacidade de adaptação em graus diferentes durante nossas vidas, devemos entender que nos adaptamos por necessidade, ou seja, se não precisamos ser de tal forma, retornaremos ao que éramos. Então, se ganhamos massa muscular durante um período de treinamento e paramos de nos exercitar, paramos de promover a agressão ao organismo, que regredirá nas características adquiridas, a ‘perda muscular’. Chamamos isto de ‘princípio da reversibilidade’”, disse Emerson.

Segundo Emerson, o músculo tenderá a “voltar ao normal”. “Se voltarmos aos treinamentos, teremos mais estímulos para melhorar e aumentar a massa muscular. Quando voltarmos aos treinos, se tivermos reduzido as rotinas, volumes e intensidades, será como recomeçar, pois, se eu levantava cem quilos, depois de 90 dias não conseguirei

levantar mais”.

Exercício na quarentena

“Exercício é remédio bom, melhora significativamente o sistema imunológico, entre outros benefícios. Não podemos deixar de estimular o corpo, e um bom estímulo é a musculação. Durante a pandemia, podemos praticar exercícios com as mesmas características em casa, no parque, na chácara. Podemos pensar em flexões com os braços, barras, agachamentos, utilizando o peso do próprio corpo, entre outros. É importante fazer exercícios passados por um profissional de educação física, e não aqueles que estão na internet, para evitar lesões e transtorno futuros”, afirmou Emerson.

O professor recomendou que as pessoas busquem atendimento online para o auxílio de profissionais nos exercícios, pois este sentará, explicará e demonstrará como deve ser feito, de acordo com a sua intensidade, pois cada um tem a sua. 

Prevenção

Emerson explicou que as pessoas que treinam possuem um sistema imunológico mais fortalecido. “Quem treina não está 100% isento de adquirir a covid-19, mas está bem armado; porém, cuidado, isto serve para quem treina há algum tempo. Sabemos que o treinamento altera o sistema imunológico pós-treinamento, e é visto que treinamentos mais intensos causam uma queda do sistema, que pode te colocar em risco. Por outro lado, exercícios de intensidade moderada são vistos como melhores para incrementos e manutenção do sistema imunológico. Assim, se você pretende começar agora, sugiro exercícios de leve para moderado. E quem te ajudará com isto é o educador físico”, finalizou Emerson.

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi