Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Agência Estado

Presidente do Barcelona descarta contratação de Neymar: 'No momento, é inviável'

O PSG também não quer vendê-lo, é normal porque é um dos melhores jogadores do mundo

Por Agência Estado

Um dos clubes mais afetados financeiramente pela crise decorrente da eclosão da pandemia de covid-19, o Barcelona não vai tentar contratar Neymar na atual janela de transferências do verão europeu.

Quem garante é o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, que afirmou que seria "inviável" nesse momento trazer o craque brasileiro. "Nesta situação, é inviável.

O PSG também não quer vendê-lo, é normal porque é um dos melhores jogadores do mundo.

No verão passado, tentamos muito, mas neste verão não haverá tentativa", assegurou o dirigente, em entrevista ao jornal espanhol Sport. O clube catalão deixou de arrecadar cerca de 200 milhões de euros (R$ aproximadamente R$ 1,2 bilhões) entre março e junho em virtude da crise que se instalou gerada pela pandemia, o que obriga os clubes a terem mais austeridade em suas gestões.

"Se a situação da pandemia não melhorar, não haverá público em museus, lojas e seguiremos perdendo dinheiro.

Somos obrigados a sermos muito rigorosos na gestão: precisamos revisar quais investimentos são essenciais e quais podem esperar", explicou Bartomeu.

Ele também revelou que as negociações pelo argentino Lautaro Martinez com a Inter de Milão estão paradas e reiterou que o Barcelona não vai gastar tanto em reforços como em outros anos.

"A situação não convida a grandes investimentos", pontuou. Bartomeu crê que o impacto financeiro nos clubes não vai durar apenas um ano, mas sim três ou quatro.

Diante do cenário atual, o dirigente considera que a melhor forma de negociar jogadores é por meio de trocas entre as equipes.

"Todos os grandes clubes europeus foram afetados.

Todos trabalham para se adaptar". O presidente do Barcelona também negou que pensou em demitir o técnico Quique Setién, apesar das inúmeras especulações na imprensa catalã sobre a saída do treinador depois da perda do Campeonato Espanhol e das críticas de Lionel Messi sobre o desempenho da equipe na temporada. "Em nenhum momento pensamos em mudar de treinador.

Sei que algumas informações foram divulgadas dizendo que, se ele não vencesse dois jogos, iríamos trocá-lo.

Mas nunca falei sobre isso", garantiu.

O dirigente também rejeitou que tenha conversado com outros treinadores, especialmente Xavi Hernández, ídolo do clube e hoje técnico do Al-Sadd, do Catar.

"Nós não falamos com ninguém.

Falo com Xavi porque temos um bom relacionamento, mas ele recentemente renovou com sua equipe.

Xavi virá um dia para treinar no Barça.

E ele vai decidir isso.

E será um sucesso quem o trouxer, mas quando ele achar que está pronto".

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi