Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Redação

Prefeito de Campinas presta homenagem para a montanhista campineira Aretha Duarte

Na cerimônia realizada na Sala Azul, a montanhista foi homenageada com um brasão da cidade de Campinas, terra natal de Aretha

Por Redação

Foto: Carlos Bassan

A trajetória de uma vida de luta inspirou Aretha Duarte a entrar para a história como a primeira negra latino-americana a chegar ao cume do Everest, a montanha mais alta do mundo. A incrível experiência foi compartilhada, nesta quarta-feira, 9 de junho, em visita ao prefeito Dário Saadi. Também estiveram presentes o secretário de Esportes, Fernando Vanin; a secretária de Cultura, Alexandra Caprioli; e representando a Câmara, o vereador Marcelo Silva.

Na cerimônia realizada na Sala Azul, a montanhista foi homenageada com um brasão da cidade de Campinas, terra natal de Aretha. O prefeito Dário Saadi ressaltou a importância da conquista, ao destacar a força e a determinação mostradas pela atleta: “É um feito histórico que eleva o nome da cidade de Campinas. É motivo de orgulho para todos os campineiros”.

Aretha Duarte tem vários projetos a desenvolver a partir de agora. Como sempre viveu na periferia e conseguiu financiar grande parte da expedição ao Everest por meio de coleta reciclável, quer utilizar este segmento para transformar a vida das pessoas carentes que vivem com muitas dificuldades. Por meio de reciclados, ela quer construir também um muro de escalada.  Outros pilares, como cultura e educação, estão nos planos da atleta.

Quanto às dificuldades encontradas para realizar o desafio e iniciar o processo de transformação na periferia, a ativista socioambiental reconhece que vai precisar de muita disposição e força física e mental, assim como utilizou para superar os 8 mil 848 metros do Everest. Aretha disse que não sentiu cansaço, em momento algum. “Apesar do frio, da baixa temperatura, estava determinada. Para mim, o Everest é só o início de um novo projeto de vida, para modificar o futuro das pessoas”, afirmou.

A conexão espiritual também foi valorizada por ela, ao ver as imagens do Vale do Silêncio, na caminhada ela ressaltou: “Me despertou uma missão. Algo sobrenatural. Eu vou em frente”, concluiu Aretha.

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi