Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Agência Estado

Palmeiras vence clássico, elimina Santos e mantém chances de avançar no Paulistão

GOLS - Viña, aos 7, Kaio Jorge, aos 13, e Willian, aos 22 minutos do primeiro tempo. Kaio Jorge (pênalti), aos 7, e Lucas Esteves, aos 32 minutos do segundo tempo

Por Agência Estado

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Em clássico de bom nível técnico e cinco gols, o Palmeiras venceu por 3 a 2 e eliminou o Santos do Campeonato Paulista, na noite desta quinta-feira, no Allianz Parque. Com atuação inspirada do lateral Viña, autor de um gol e de uma assistência, o time da casa manteve as chances de avançar às quartas de final. Pelo Santos, o destaque foi Kaio Jorge, responsável pelos dois gols da equipe. O Palmeiras, contudo, não depende apenas de si para alcançar as quartas. Em terceiro lugar do Grupo C, tem 18 pontos, contra 19 do Novorizontino. Assim, precisa vencer a Ponte Preta, fora de casa, no domingo. E torcer pelo rival Corinthians, diante do Novorizontino na Neo Química Arena, no mesmo dia.

Já o Santos não tem mais chances de avançar por ter 10 pontos, em terceiro lugar no Grupo D, contra 14 do vice-líder Guarani. O time da Vila Belmiro corre até o risco de sofrer o rebaixamento, em caso de derrota diante do São Bento, na última rodada da fase de grupos. Será neste contexto que Fernando Diniz assumirá o comando da equipe santista. O clube chegou a um acordo com o treinador poucas horas antes do início do clássico, que acabou marcando a despedida de Marcelo Fernandes como interino do Santos - o auxiliar sonhava com a efetivação.

Palmeiras e Santos fizeram um primeiro tempo aberto, de seguidas chances de gol e de bom nível técnico. Como ambos precisavam da vitória, houve pouco tempo para estudo do adversário nos instantes iniciais da partida. Aos 4 minutos, cada time já tinha criado uma boa oportunidade no ataque. Pirani deu trabalho a Weverton, enquanto Giovani fez fila na intermediária até finalizar para fora. Com uma formação pouco mais coesa que o Santos, o Palmeiras tinha mais equilíbrio em todos os setores, apesar de jogar com um time misto.

Os anfitriões chegavam com mais facilidade ao ataque e sabiam aproveitar as oscilações da defesa santista. Aos 7, abriu o placar. Fazendo às vezes de lateral, Scarpa fez bela jogada pela direita e cruzou na medida para Viña, que apareceu sem qualquer marcação na pequena área para cabecear para o gol. Mas a vantagem palmeirense no placar durou apenas seis minutos. Foi quando Marinho recebeu lançamento pela direita e, ao dominar no peito, já deixou Viña para trás. Em seguida, cruzou no pé de Kaio Jorge, que não perdoou: 1 a 1.

Exibindo ligeira superioridade, o Palmeiras voltou à liderar o placar em lance de bola parada. Após cobrança de escanteio na área, Willian escorou de cabeça, na primeira trave, e viu a bola pegar em Kaiky e João Paulo antes de entrar, aos 22. O Santos tentou responder aos 38, em forte chute de Pirani. Weverton saltou para fazer linda defesa. Antes do intervalo, o Santos sofreu mais um revés no clássico. Marinho, fora do lance, sentiu dores na coxa esquerda e deixou o gramado mais cedo. Ângelo, de apenas 16 anos, entrou na partida com a dura missão de liderar o ataque santista, em busca da virada no marcador.

Com o adolescente e a entrada de Marcos Leonardo, o Santos ganhou fôlego no ataque e voltou melhor para o segundo tempo. Criava mais chances, era mais perigoso e não demorou para empatar. Aos 5, em escanteio na área, Wesley puxou Kaio Jorge na frente do árbitro Luiz Flávio de Oliveira, que anotou a penalidade. O próprio Kaio Jorge converteu a cobrança.

Do outro lado, o Palmeiras era mais lento, longe de repetir a boa atuação da etapa inicial. Somente a partir dos 20 minutos voltou a levar perigo ao gol de João Paulo. Preocupado, Abel Ferreira fez três alteração de uma só vez e colocou em campo Danilo, Rafael Elias e Lucas Esteves. Apenas dois minutos após entrar, Esteves completou cruzamento de Viña, aos 32, e selou a vitória dos anfitriões.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 3 x 2 SANTOS

PALMEIRAS - Weverton; Mayke, Danilo Barbosa, Alan Empereur, Viña; Felipe Melo (Danilo), Zé Rafael (Pedro Bicalho), Gustavo Scarpa, Wesley (Rafael Elias); Willian e Giovani (Lucas Esteves). Técnico: Abel Ferreira.

SANTOS - João Paulo; Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Vinicius Balieiro (Marcos Leonardo), Jean Mota (Kevin Malthus) e Gabriel Pirani (Renyer); Marinho (Ângelo), Kaio Jorge e Lucas Braga (Lucas Lourenço). Técnico: Marcelo Fernandes (interino).

GOLS - Viña, aos 7, Kaio Jorge, aos 13, e Willian, aos 22 minutos do primeiro tempo. Kaio Jorge (pênalti), aos 7, e Lucas Esteves, aos 32 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Zé Rafael, Empereur, Jean Mota, Pirani, Lucas Braga, Kaiky. ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira. RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida. LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo (SP).

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi