Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Redação

Comissão técnica do Guarani renova e categorias de base permanecem em Morungaba

Na oportunidade estavam presentes o presidente do Guarani FC Ricardo Moisés, o coordenador das categorias de base Carlos Renato Frederico (Renato Pé Murcho), o coordenador das categorias sub 15 e 17 Alexandre Penna e o empresário Gustavo Rozolen juntamente com o prof. Júlio do Vadu

Por Redação

Foto: Divulgação

A atual gestão do Guarani FC, muito bem representada pelo presidente Ricardo Moisés vem demonstrando ter uma visão diferente, séria e especial com as categorias de base e após melhorar muito a estrutura para os jovens atletas em seu estádio e conquistar o certificado de clube formador a diretoria dá mais um passo no sentido de captar, treinar e revelar novos atletas.

Em reunião realizada no Estádio Brinco de Ouro em Campinas no ultimo final de semana o profº Júlio César de Moraes ( Julio do Vadu ) assinou a renovação do contrato para continuar a frente das categorias de base sub 11 e sub 13 do Guarani Futebol Clube e no mesmo dia foi assinado também o contrato para aquisição de uma franquia do Projeto Bugrinho, ampliando a margem de idade para captação de novos garotos, ou seja, a partir de agora serão avaliados jovens com idades entre 9 e 14 anos.

Com tudo oficializado a comissão técnica aguarda uma melhora no quadro da pandemia e uma autorização oficial da diretoria do para retornar com as atividades e seguir com os trabalhos em Morungaba.

CATEGORIAS DE BASE E PROJETO BUGRINHO

A assinatura do novo contrato para gestão das categorias de base e o contrato da franquia do Projeto Bugrinho são de grande importância, pois juntos, possibilitarão formar e treinar cinco categorias, dando prosseguimento ao chamado “projeto de continuidade” na revelação e preparação de atletas para o Guarani FC.

As categorias de base sub 11 e sub 13 estão em Morungaba desde março de 2018 e durante este período inúmeras conquistas importantes aconteceram, fazendo prevalecer a tradição alviverde do interior em formar equipes competitivas, sempre com o objetivo de revelar atletas e isso se deve ao alto nível profissional dos integrantes da atual comissão técnica. Só para se ter uma ideia da qualidade do trabalho realizado no “Projeto Morungaba” coordenado com excelência pelo ex jogador Renato (Pé Murcho), até o momento já foram revelados 16 atletas para a categoria sub 15 do Guarani, proporcionando ao clube a oportunidade de poder contar com atletas de qualidade que poderão chegar a equipe profissional e serem rentáveis para o clube no futuro, a exemplo de Gabriel Menino. Mediante aos contratos assinados e o acordo firmado entre as partes, todas as categorias que realizarem os treinamentos em Morungaba serão chamadas de Projeto Bugrinho – Unidade Morungaba

A comissão técnica já tem um planejamento definido para 2021 e já começou projetar 2022, porém, aguarda o momento certo para retornar aos trabalhos devido a pandemia, mas o que se pode afirmar é que a partir de agora serão cinco categorias ( sub 10, 11, 12, 13 e 14 ) que, juntas somarão aproximadamente 130 garotos com idades entre 9 e 14 anos. Dentro deste planejamento estão incluídos os treinamentos semanais, as avaliações de novos atletas, jogos amistosos e a participação em várias competições como União Cup, Paulista Cup, Interior Cup e a Copa Floripa.

Ainda existe uma pequena possibilidade da FPF realizar o campeonato paulista sub 11 e sub 13 no final do segundo semestre, mas isso dificilmente acontecerá devido ao covid-19.

Segunda e quarta:
15h - Sub 13 (2008)
16h30 - Sub 14 (2007)
Terça e quinta:
15h - Sub 10 (2011)
16h - Sub 11 (2010)
17h - Sub 12 (2009)

“Em nome do presidente Ricardo, eu agradeço toda a diretoria do Guarani pela confiança em nosso trabalho e parabenizo a todos pelo profissionalismo e transparência na gestão do bugre, principalmente pelo olhar diferenciado para as categorias de base, pois é dessa forma que os grandes clubes trabalham e tem sucesso. Temos como objetivo principal captar jovens talentos e trazê-los para o Guarani já na categoria sub 10 com idade entre 9 e 10 anos e, de acordo com seu rendimento vai subindo ano a ano, categoria por categoria, do sub 10 para o sub 11, do sub 11 para o sub 12, do sub 12 para o sub 13, do sub 13 para o sub 14 e ao final deste ciclo em Morungaba, os atletas que se destacarem no sub 14 serão avaliados pela comissão técnica da categoria sub 15 em Campinas. A partir daí os garotos que forem aprovados passam a ficar alojados no estádio Brinco de Ouro, onde terão treinamentos diários, alimentação, escola, assistência médica e toda infraes-trutura necessária para melhorar sua performance e realizar o sonho de se tornarem jogadores profissionais”, afirmou o profº Julio do Vadu

COMISSÃO TÉCNICA

A comissão técnica que atua na pequena Estância Climática de Morungaba conquistou o respeito e a admiração da diretoria alviverde, principalmente do presidente Ricardo Moi-sés e do diretor das categorias de base Assis, devido à transparência, seriedade e profissionalismo apresentados desde 2018.

PARCERIAS

Devido ao sucesso e os resultados apresentados nos últimos anos o “Projeto Morungaba” vem ganhando parceiros e se fortalecendo com vários colaboradores de Morungaba e região, entre eles estão Estância - Agua & Gás, R1 – Polímeros, Faculdade Iescamp, Centro Esportivo JBM, Buenópois FC, Restaurante Caruãna, Ludi Sports, Laboratórios Lavive, Supermercado Poupebem e Confecção Ludi Sports.

Outro fator importantíssimo que deve ser registrado a respeito do projeto em Morungaba é a forma de captação de atletas, ou seja, são realizadas “parcerias” com as demais fran-quias do Projeto Bugrinho, com as escolas de futebol de toda região, da capital e do sul de Minas, possibilitando que os garotos indicados por seus respectivos treinadores, realizem treinamentos com os atletas que já compõem o grupo, sem passar pelas chamadas peneiras.

CERTIFICADO DE CLUBE FORMADOR

Após muito trabalho, empenho e dedicação o Guarani Futebol Clube recebeu da CBF o certificado de clube formador, o qual, foi obtido após o clube passar pela rígida vistoria do coronel Isidro Suita Martinez, responsável pela certifica-ção de clubes formadores da CBF. “Essa conquista deve-se ao bom trabalho que o Guarani vem realizando nas categorias de base, sendo que o certificado de clube formador e o fortalecimento das categorias de base eram promessas do conselho de administração, principalmente no sentido de resgatar o DNA bugrino de revelador de atletas. Graças ao trabalho árduo do conselho de administração foi possível essa certificação”, disse o presidente Ricardo Moisés.

Este certificado tem como objetivo garantir um padrão de qualidade dos centros de treinamento e dos departamentos de base dos clubes, além disso, dá garantias ao clube com relação aos seus jogadores a partir dos 14 anos, como, por exemplo, em caso de aliciamento de atletas por parte de empresários e outros clubes.

Para obter esse documento, foi necessário cumprir uma série de regras estabelecidas por lei, como a participação em competições oficiais, apresentação de documentos, ter programa de treinamento compatível com faixa etária, alojamento adequado, alimentação, proporcionar assistência médica e psicológica aos jovens jogadores. Segundo a CBF, somente 25 clubes possuem o certificado de clube formador em todo Brasil e apenas seis no estado de São Paulo, entre eles estão Brasilis FC, Ituano FC, Novorizontino, AAPP, São Paulo e o próprio Guarani.

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi