Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Agência Estado

Ceará vira sobre o Bahia e fica perto de conquistar a Copa do Nordeste

Por Agência Estado

O Ceará contou com falhas da defesa adversária para dar um importante passo rumo ao bi da Copa do Nordeste na tarde deste sábado ao ganhar do Bahia, por 3 a 1, de virada, no Pituaçu, pelo primeiro jogo da final. Os dois times voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 21h30, também no Pituaçu.

O Ceará pode perder por até um gol de diferença, enquanto o Bahia tem que ganhar por três ou mais.

Se der vitória tricolor por dois gols, o título será decidido nos pênaltis. Como toda final, o jogo começou bastante nervoso e truncado.

Não é a toa que dois cartões amarelos foram mostrados antes dos 15 minutos.

E ambos para o Bahia.

Já a primeira finalização saiu apenas aos 17. Élber tabelou com Fernandão, deixou dois adversários para trás e finalizou pela linha de fundo.

Aos 25, Fabinho saiu jogando errado e foi desarmado, que tocou para Fernandão colocar o Bahia na frente. A alegria tricolor, porém, durou só dois minutos.

Em uma falha de comunicação entre Juninho Capixaba e Anderson, Fernando Sobral ficou com o gol aberto para deixar tudo igual. Mas depois dos gols a partida voltou a ficar truncada e só houve mais uma boa chance antes do intervalo, quando Rodriguinho finalizou fraco nas mãos de Fernando Prass. No começo do segundo tempo, o Ceará quase virou logo aos seis minutos.

Bruno Pacheco tabelou e soltou a bomba para boa defesa de Anderson.

A bola foi afastada pela zaga antes que Fernando Sobral aproveitasse o rebote. Aos 11 minutos não teve jeito.

Samuel Xavier cruzou e Cléber, de cabeça, colocou o Ceará na frente.

Mais uma falha da defesa tricolor.

O Bahia sentiu o gol e viu Vinícius assustar em chute rasteiro de fora da área. A partida ficou aberta e o Ceará passou a ter espaços para os contra-ataques.

Fernando Sobral chutou e Anderson espalmou.

Aos 31 minutos, o VAR entrou em ação para confirmar o terceiro gol do time cearense. Mateus Gonçalves recebeu na ponta, invadiu a área e chutou.

A bola desviou na zaga antes de entrar.

O bandeirinha marcou impedimento do atacante na origem da jogada, mas o gol foi validado pelo VAR apesar de ter demorado três minutos. Nos minutos finais, o Bahia apostou nas bolas aéreas e chegou a reclamar de um pênalti em cima de Fernandão, mas nada foi marcado após consulta ao VAR.

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi