Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Esportes
Por Agência Estado

Bolsonaro pede a Crivella o retorno do futebol no Rio de Janeiro

Por Agência Estado

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira, na transmissão de sua Live semanal, que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, libere o retorno do futebol carioca.

O assunto, segundo Bolsonaro, foi discutido numa reunião com o próprio prefeito, nesta tarde.

O tema divide os próprios clubes da cidade.

"Estive com o Crivella hoje conversando sobre a volta do futebol.

No primeiro momento, muitos jogadores eram contra, e agora é um outro entendimento.

Obviamente, sem torcida.

Está nas mãos do Marcelo Crivella", comentou o presidente da República. "Os jogadores querem.

O que interessa é isso: os jogadores querem voltar a jogar.

E afinal de contas, não sabe até quando vai esta pandemia e todo mundo pede por isso aí.

Espero que o Marcelo Crivella resolva autorizar a volta do campeonato Carioca.

Espero que o mesmo aconteça nos demais Estados", reforçou Bolsonaro. O presidente disse que o Ministério da Saúde poderá emitir parecer favorável aos jogos de futebol no Brasil.

"No que depender do Ministério da Saúde, é favorável a dar um parecer nesse sentido, para que a gente possa assistir um futebolzinho no sábado, no domingo.

Até ajuda a deixar o povo em casa, menos estressado." O assunto coloca em campos opostos os quatro grandes do Rio.

Vasco e Flamengo são favoráveis à retomada, enquanto Botafogo e Fluminense pedem maior cautela no momento.

Os presidentes dos dois primeiros clubes, inclusive, almoçaram com Bolsonaro na terça-feira, em Brasília. Na ocasião, discutiram o retorno do futebol brasileiro e também a possibilidade de ambos os times retomarem seus treinos no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Isso porque Crivella impediu o retorno das atividades no Rio.

Mesmo assim, o Flamengo retomou os trabalhos na terça-feira, contrariando a decisão da prefeitura.

O Estado do Rio de Janeiro confirmou nesta quinta-feira mais 175 mortes por covid-19 e 1.717 novos casos da doença no período de 24 horas, segundo boletim divulgado pela secretaria estadual de Saúde.

Agora o Estado soma 3.412 mortes e 32.089 casos desde o início da pandemia.

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi