Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Notícias
Por Cristian

Mortalidade na RMC está abaixo da nacional e estadual

No último domingo, o índice de isolamento social em Itatiba foi de 51%, segundo o sistema de monitoramento do governo estadual

Por Cristian

Foto: Lucas Selvati

Da Redação

Segundo informações do Correio Popular, a Região Metropolitana de Campinas (RMC) registrou, na última segunda-feira, 18, 1.815 casos confirmados de coronavírus e 92 mortes. No entanto, a taxa de letalidade na RMC, que é de 5, 5%, está abaixo da nacional (6,7%) e da estadual (7,7%).

Ainda, de acordo com o Correio, Vinhedo, que apresentava até a última segunda-feira 63 casos confirmados e oito mortes por coronavírus, é o município da região com o maior índice de mortalidade, 12,6%. Em seguida, aparecem Indaiatuba, com 11,8%, Monte Mor (11,7%), Hortolândia e Nova Odessa (10,5%), Valinhos (8,1%), Americana (6,5%), Campinas (4,65%), Sumaré (4,2%) e Santa Bárbara d´Oeste (4,1%).

Em Itatiba, com três óbitos confirmados até a última segunda-feira, a taxa de letalidade por coronavírus registrada foi de 2,83% - a segunda menor da RMC, ficando atrás apenas de Paulínia, com 1,51%.

Oito municípios da RMC ainda não registravam mortes por covid-19 até a última segunda-feira, são eles: Artur Nogueira, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Jaguariúna, Morungaba, Pedreira e Santo Antônio de Posse. Ainda na última segunda-feira, a Prefeitura de Morungaba informou que um óbito registrado no município será tratado como suspeito para coronavírus até a chegada do resultado do exame.

 

Isolamento

No último domingo, 17, o Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi-SP), do Governo de São Paulo, revelou que Campinas, Indaiatuba, Valinhos e Vinhedo registraram 54% quanto ao índice de isolamento; Americana apresentou 50%, Hortolândia (49%) , Itatiba (51%), Paulínia (49%) , Santa Bárbara d´Oeste (47%) e Sumaré (46%). Em todo o estado, o índice de isolamento foi de 54%.

 

Sobre a taxa de letalidade

 

A taxa de letalidade reflete a quantidade de mortes entre os casos confirmados de coronavírus, mas pode ser menor, já que leva em conta apenas pacientes com quadros da doença que foram submetidos a teste. A tendência, segundo o Ministério da Saúde, é que o índice diminua conforme o Brasil expanda os testes para os casos menos graves. Países que fizeram testagem em massa têm taxas baixas, como é o caso da Alemanha, com 0,8% de letalidade, e Coreia do Sul, com 1,5%.

O índice de letalidade indica, também, a capacidade do sistema de saúde em atender os doentes, com disponibilização de leitos de retaguarda e de UTI; os tratamentos utilizados; e os equipamentos de manutenção da vida disponíveis. Os dados são do Correio Popular.

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi