Jornal de Itatiba Portal de notícias de Itatiba

Menu
Entretenimento
Por Redação

Kiosque Roseira vence nas duas categorias como a melhor coxinha de queijo de Jundiaí

Festival valoriza a coxinha de queijo que é patrimônio imaterial de Jundiaí

Por Redação

O título de melhor coxinha de queijo de Jundiaí, tanto na votação popular como na escolha do júri técnico, é do Kiosque Roseira. “É muito gratificante, é uma emoção sem tamanho, é o reconhecimento do amor que colocamos em cada coxinha que fazemos. Agradecemos a todos que nos ajudaram, votaram e confiam em nosso trabalho”, comentaram Mônica Leonardi Schincariol e César Leonardi Oliveira, do Kiosque.

A eleição do júri técnico do “Festival: A Melhor Coxinha de Queijo de Jundiaí – Edição 2021” foi realizada na tarde desta terça-feira (18), no Complexo Fepasa, para comemorar o Dia Nacional da Coxinha. 

Os jurados Bruna Calderon, Bruno Rafael Amaro dos Santos, Rafaella Baroni Stocco, Renata Dake e William Estevão Lino da Silva fizeram a degustação às cegas, por meio de análise sensorial, que foi auditada pelo Dr. Henrique Arruda, cientista de alimentos e pós-doutorando em ciência de Alimentos e Nutrição pela Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp.

O teste sensorial utiliza uma escala de cinco pontos que leva em consideração sabor e aroma, textura, qualidade da massa, qualidade do recheio e no segundo momento estética e apresentação. Ao final as notas foram somadas para a definição da melhor coxinha de queijo de Jundiaí. A votação popular recebeu 4.074 votos. O Kioske Roseira venceu com 40,4% dos votos (1.644). 

“A cada edição aprimoramos as questões técnicas, a auditoria da análise sensorial traz ainda mais idoneidade ao festival. O concurso, além de oportunizar a divulgação do produto, também incentiva para que as pessoas possam conhecer não somente as vencedoras, como todas as participantes”, explica o gestor de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo Alvarez. 

O Festival da Coxinha do Queijo visa valorizar o salgado que é patrimônio imaterial de Jundiaí. “Além de divulgar e valorizar a coxinha, o festival também incentiva a economia criativa. É a gastronomia inserida como negócio criativo”, comenta o gestor de Cultura, Marcelo Peroni. 

O Festival é uma iniciativa da Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT) / Departamento de Fomento ao Turismo, em parceria com a Unidade de Gestão de Cultura (UGC) – Departamento de Patrimônio Histórico.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Vanessa Machado, esteve presente no evento e salientou a importância da ação. “O festival que elege a melhor coxinha de queijo de Jundiaí é importante e movimenta a cidade, já que a sua receita está no cardápio de diversos bares, restaurantes e lanchonetes. Assim como muitos jundiaienses, eu também adoro coxinhas de queijo. É uma tradição do município que, além do sabor, desperta muitas memórias afetivas”.

Além do título da melhor coxinha de queijo de Jundiaí, em ambas as categorias, o Kiosque Roseira recebeu duas placas comemorativas, a divulgação no site do Turismo de Jundiaí e poderá comercializar a coxinha em quiosque específico na Festa da Uva, pelo  prêmio da categoria Júri Técnico e um espaço para comercialização na área do Empório de Jundiaí pela votação popular.

Participaram da Edição 2021 os estabelecimentos: A Casa do Salgado, Delícias da Léia, Kiosque Roseira, Lambuza Bistrô, Marinhos Bar, Padaria e Confeitaria Nossa Senhora Aparecida, Sua Coxinha, Tropicana e Vica Salgados.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ

Kiosque Roseira vence nas duas categorias como a melhor coxinha de queijo de Jundiaí

tópicos

Não conseguimos enviar seu e-mail, por favor entre em contato pelo e-mail

Entendi